Institucional


“Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor, e ele deleita-se nos seus caminhos”
(Sl 37.23)

Este Salmo traduz o que foi a vida do Pastor Paulo Leivas Macalão e de tantos homens que construíram a historia do Ministério de Madureira.

Esta história inicia-se com um jovem recém convertido a Cristo, que decidiu evangelizar um bairro realizando cultos num salão na residência do irmão Balbino, na Rua João Machado, 76. O Trabalho crescia e foi inevitável a mudança para a Rua Borborema, 77, em 1930, pois o endereço anterior tornara-se pequeno, até transferiram-se para um salão maior na Av. Marechal Rangel, hoje conhecida como avenida Ministro Edgar Romero, e depois sendo estabelecida a igreja na Rua João Vicente, 7.

No dia 14 de março de 1948, não mais aquele pequeno grupo que cultuava a Deus numa residência, e sim, uma multidão de salvos, precedida de bandas de música, partia do templo situado na Rua João Vicente, 7, em direção a Rua Carolina Machado, 174, atual sede do Ministério de Madureira.

Desde então, o tempo continuou a escrever as paginas da historia do Ministério de Madureira. Homens e mulheres usando as tintas da dedicação e do amor à Obra do Senhor deixaram suas marcas.

Hoje, com a inauguração do Nova Sede do Campo de Bauru, mais uma página da historia está sendo escrita. Uma história iniciada em 05 de abril de 1924, quando um jovem visionário aceitou a Cristo como seu Salvador.

“ Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.” I Corintios 3:6

Nenhuma história de sucesso é escrita por apenas uma mão.

O Campo de Bauru, iniciado no ano de 1943, em uma casa simples de madeira cedida pelo irmão João Marcondes, ao Diácono Antonio Leivas, recém chegado da cidade de Garça, iniciou a pregação do evangelho na cidade de Bauru. Deus foi agindo e, rapidamente, o número de membros aumentou muito, ficando impossível continuar no mesmo local. Foi nesta mesma época que, a mando do Pastor Paulo Leivas Macalão que, o Presbítero João Ludovico, vindo da capital carioca, chegou em Bauru para assumir o trabalho.

É um conto de uma história sem fim…

Teve um início… Teve um meio… Mas não terá um fim.

Cada um que passou por esta igreja deixou páginas escritas que outros continuarão a escrevê-las

“ A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento. Não na vitória propriamente dita.”

Quando foi iniciada aquela igreja, no dia 15 de julho de 1943, em uma casa cedida de madeira, será que imaginavam qual seria seu futuro? Suas possibilidades ?

Não… Com certeza estavam apenas seguindo as ordenanças de Deus.

Mas nosso Pai já tinha tudo estabelecido… Tudo traçado… Tudo preparado.

A pequena igreja iniciada na casa de madeira na antiga Rua Piratininga ( hoje Rua Felicíssimo Antonio Pereira), tornou-se hoje a sede de mais de cem Congregações dentro de Bauru e Região, com mais de dez mil membros, além de ser a sede da Regional 06 das Assembléias de Deus do Ministério de Madureira, no Inteiro de São Paulo.

“Todas as pessoas sonham, mas não do mesmo modo. Há aqueles que sonham à noite, no obscuro recesso de suas mentes, acordam pela manhã e descobrem que sonharam em vão. Mas os sonhadores do dia são pessoas “perigosas”, pois eles sonham com os olhos abertos e tornam seus sonhos em realidade”

Um dia, Deus plantou a semente de um sonho no coração de um homem. Regada com oração e muitas lágrimas, essa semente germinou e se tornou uma árvore frondosa.

O Pastor Sebastião Barbosa, ligado à mente de Deus, pôs em prática aquilo que Deus um dia havia lhe revelado em forma de desejo: Construir uma Nova Sede para a Igreja de Bauru.

Durante mais de 10 anos, com a ajuda de um Corpo Ministerial fiel e membros dedicados em suas contribuições, aquela semente torna-se hoje, uma realidade.

Existem homens que lutam um dia e são bons; existem outros que lutam um ano e são melhores; existem aqueles que lutam muitos anos e são muito bons. Porém, existem os que lutam toda a vida.

Estes são os imprescindíveis.

Atualmente a AD Bauru Catedral Madureira é presidida pelo Pr. Antonio Baltazar Cardoso de Oliveira, Nascido em 4 de Janeiro de 1961, filho de Augostinho Cardoso de Oliveira e de Josefina Campos Cordeiro, natural da cidade de São Gonçalo do Abaeté, em Minas Gerais. Teve seu encontro com Cristo em 23 de Dezembro de 1977, após uma terrível luta espiritual. Após receber a Cristo como Salvador, foi batizado nas águas em 5 de Janeiro de 1978 e batizado com Espírito Santo em 15 de Agosto de 1979. Após ouvir a voz de Deus que lhe prometia grandes bênçãos em outro estado, com apenas 18 anos, mudou-se para Gurupi/TO. Com pouco tempo que residia naquela cidade, encantou-se por uma moça e em 12 de Dezembro de 1980, casou-se com Ruthlene Alves Cardoso, com quem teve três lindas filhas (Milka, Milkylenne e Millena), e hoje é avó de três netos.

Vida Ministerial

Mesmo no início de sua fé, passou a mostrar grande interesse pela Obra de Deus. Obedecendo a chamada de Deus para o santo ministério, foi consagrado diácono em 15 de Maço de 1981. Como diácono, passou a dirigir Igrejas e pontos de pregação. Três anos depois, em 20 de Outubro de 1984 foi separado a presbítero. Em 23 de Setembro de 1987, alcançou do Senhor a graça, sendo separado a ministro do evangelho da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil (CONAMAD) como Evangelista. Treze anos depois, em 7 de Maio de 2000, atendendo ao desejo da Igreja de Gurupi/TO e obedecendo a chamada de Deus para a sua vida, foi consagrado a pastor, exercendo importantes atividades na Igreja e na sociedade. Em 2 de Maio de 2005, assumiu a Presidência da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Central, Ministério de Madureira em Porto Velho/RO, fazendo com que o ministério alcançasse, em todas as áreas, níveis que foram até este momento, apenas sonhados pelos obreiros que por ali passaram. Diariamente serve a Deus no atendimento aos irmãos da Igreja, em hospitais, bairros distantes, restaurando famílias e pregando o Evangelho de Jesus Cristo em vários cantos da cidade.
Funções e Atuações

Pastor Antonio Baltazar Cardoso de Oliveira tem em currículo uma gama de atividades desenvolvidas. Brilhantemente, à semelhança de José do Egito, que em tudo que punha a mão prosperava, Pastor Baltazar (como hoje é chamado e conhecido) atuou com secretário, tesoureiro, superintendente da Escola Bíblica Dominical. Por longos anos serviu a Deus como vice-presidente de vários pastores. Seu ministério orgulha-se de poder citá-lo como mentor e criador do Conselho Diaconal, a nível nacional, onde, após algumas convenções, tornou-se estatutário nas Assembleias de Deus no Brasil e hoje é um Departamento de cada Igreja do Ministério de Madureira da nossa nação.
Conciliando os trabalhos da Igreja e vida particular, Pastor Baltazar ainda encontrou tempo para atuar como membro dos Gideões Internacionais por 19 anos, sendo eleito como presidente da instituição por cinco anos. Ainda como Gideão Internacional, foi Secretário de Bíblia e Secretário junto às Igrejas na cidade de Gurupi/TO. Seu ministério foi além das fronteiras e como capelão desenvolveu importantes atividades espirituais junto à comunidade. Foi membro da ADHONEP (Associação de Homens de Negócios do Evangelho Pleno) por cinco anos e empresário no ramo de auto peças e oficina mecânica durante a década de 80. Com apenas um ano de casado (1981), passou a dirigir Igrejas e nunca parou, seja como líder ou vice. Recebeu de Deus um profundo zelo pela sua Obra, o que o levou a construir Igrejas, que sob a inspiração do céu, conseguiu levantar várias delas do piso ao acabamento. Como pastor auxiliar, desenvolveu vários trabalhos evangelísticos de grande notoriedade. O mais impactante deles foi realizado na cidade de Figueirópolis/TO, onde cem por cento dos moradores ganharam um exemplar da Bíblia Sagrada. Várias foram as Bíblias que sobraram, mas para louvou e exaltação do Nome do Senhor Jesus não havia um só morador que não tivesse uma Bíblia em sua casa.
Vida Acadêmica

Pastor Baltazar também tem em sua vida os créditos acadêmicos. É bacharel em Teologia pela FAETEL (Faculdade Teológica Logos) e em Ciências Contábeis pelo Centro de Ensino Ari Ribeiro Valadão. Desenvolveu importantes atividades e projetos educacionais quando, por 17 anos, foi diretor social do IESEG (Instituto Educacional Social Evangélico de Gurupi). Foi amigo da escola, palestrante de assuntos relacionados à cidadania, conselheiro e muitas outras funções. Foi coordenador durante muitos anos de cursos teológicos. Atualmente, é diretor da FATAD (Faculdade Teológica das Assembleias de Deus, Núcleo 021), e também foi o mentor do projeto que trazia o curso para a Igreja de Porto Velho/RO.